You are currently browsing the category archive for the ‘CULINÁRIA FANTÁSTICA’ category.

Aqui

Anúncios

Alice B. Toklas e Gertude Stein são um dos mais famosos casais femininos do panorama literário norte-americano. Stein conheceu Toklas em 1907, na Europa onde ambas residiram durante várias décadas e conviveram com gente como Picasso, Matisse, Braque, Ernst Hemingway ou Paul Bowles.  Na década de 30, Stein publicou as suas memórias sob o curioso título “The Autobiography of Alice B. Toklas” que se tornaria o seu bestseller. Viveram juntas até à morte de Stein em 1946. Em 1954, Alice publicou as suas próprias memórias: “The Alice B. Toklas Cookbook”. No livro, um misto de recordações e receitas de culinária, figura a célebre “Haschich Fudge” que ficaria conhecida  como “Alice B. Tokles Fudgies” e cujo ingrediente diferenciador é cannabis sativa: Os bolinhos cuja inclusão no receituário terá sido sugerida pelo multi-facetado Brion Gysin, tornou-se bastante popular junto dos então emergentes beatnicks, por razões óbvias.

Eis a receita:

“Junte uma colher de chá de pimenta preta, uma noz-moscada, 4 paus de canela, uma colher de chá de sementes de coentro e pulverize num almofariz.

Junte um punhado de tâmaras, igual medida de figos secos e amêndoas sem pele e amendoins, pulverize e misture.

Um molho de canabis deverá também ser pulverizado no almofariz e adicionado aos restantes ingredientes e bem misturado.

Acrescente uma chávena de açúcar misturado com manteiga. Enrole como uma torta e corte aos bocados ou, se preferir, molde a mistura em bolas do tamanho de uma noz.

Deve ser comido com cuidado. Duas unidades serão suficientes. Obter a cannabis poderá ser difícil… esta deverá ser apanhada e secada na altura em que a planta acabou de desenvolver as sementes, enquanto a planta se encontra verde.”

No extracto do filme “I Love You Alice B. Toklas”  de 1968, dirigido por Hy Averback e protagonizado por Peter Sellers, que anexo, os bolos são confeccionados de forma diferente mas julgo que o efeito será o mesmo.

 

09-vazquez-ave-maria

Foto: Victor Vazquez

Recheie uma azeitona com alcaparras e anchovas e coloque-a no interior de uma felosa. Insira a felosa numa sombria, a sombria numa laverca, a laverca num tordo, o tordo numa codorniz, a codorniz num abibe com toucinho, o abibe numa tarambola, a tarambola numa perdiz, a perdiz numa galinhola – macia como a menina Volnais – a galinhola numa cerceta, a cerceta numa pintada, a pintada num pato, o pato num franga gorda – tão branca quanto a menina Vienne e rechonchuda como a menina Contat – a franga num pavão, o pavão num pato, o pato num perú – branco e gordo como a menina Arséne – e, finalmente, o perú numa abetarda.

Grimod de la Reynière

BON56101

Borrachos Espalmados com Molho Italiano

Depenem-se, estripem-se e chamusquem-se os borrachos, cortem-se-lhe os pés e as pontas das asas, dividam-se ao meio no sentido longitudinal e batam-se sem empregar muita força, de modo que as metades fiquem espalmadas.
Coloque-se estas numa sertã de saltear com manteiga e saltêem-se, até entesar a carne. Em seguida, tirem-se do molho, mergulhem-se numa massa como a de frigir, envolvam-se depois em pão ralado, grelhem-se e sirvam-se cobertos com molho italiano.

In, “Manual de Cozinha”, Bento da Maia, Guimarães & C.a. Editores

builders

Foto: Dan Jackson

Ovos Estrelados a Capricho

Quebram-se as cascas dos ovos de modo que deixem sair as claras, conservando as gemas.

Batem-se as claras em castelo e deitam-se na frigideira sobre manteiga fervente alourada.

Quando as claras se considerarem fritas pela parte inferior, deitam-se sobre elas as gemas e completa-se depois a fritura.

In, “Manual de Cozinha”, Bento da Maia, Guimarães & C.a. Editores

Bookmark and Share
Bookmark and Share