A ideia da Alimentação facilmente se associa à de Natureza, mas esta ligação é ambígua e fundamentalmente imprópria. De facto, na experiência humana os valores estruturantes do sistema alimentar não se definem em termos de naturalidade mas antes como resultado e representação de processos culturais que compreendem a domesticação, a transformação, a reintrepretação da natureza. Médicos e filósofos, a começar por Hipócrates, definiram a alimentação como Res non naturalis, incluindo-a entre os factores da vida que não fazem parte da ordem natural mas sim da artificial das coisas. O mesmo é dizer, da cultura que o próprio homem produz e administra.

in “A alimentação como cultura”, Massimo Montanari (2004)


ADAM&EVE

Lucas Cranach o Velho (1472 – 1553) , Adão e Eva